Grupo sugere reduções ainda maiores de emissão de carbono nos EUA

Um grupo ambiental influente apresentou na quinta-feira nos Estados Unidos análise que sugere cortes ainda maiores de emissões de carbono que as que estão sendo consideradas pelo governo Obama.

O grupo N.R.D.C (Natural Resources Defense Council) está sendo uma voz importante na agenda climática dos Estados Unidos.

A proposta apresentada prevê redução de 470 a 700 milhões de toneladas de carbono por ano em 2020, o equivalente a emissões de 130 milhões de automóveis.

chamines

Os números atualizam os dados apresentados em 2012, em que o grupo sugeria reduções de 270 milhões de toneladas.

De acordo com as pessoas envolvidas na redação das novas regras, a proposta enviada há dois anos deu base política climática dos EUA.

Os novos números vieram de atualizações em modelos econômicos, disseram.

Os ambientalistas também avaliaram que novos padrões de eficiência energética já reduziram significativamente as emissões de carbono no país.

CORRIDA

A nova análise poderia ter bastante peso especialmente em tempos em que a Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos (Environmental Protection Agency – EPA) está na corrida para completar as novas regulações.

O presidente Obama, que espera fazer das mudanças o seu legado, ordenou EPA que apresente um novo projeto para reduzir a poluição de gases de efeito estufa em usinas de carvão até junho.

O grupo, no entanto, sugeriu que, ao invés de simplesmente forçar as usinas a reduzir suas emissões, a EPA deveria definir limites de emissão para cada Estado e torná-los responsáveis pela aplicação de novas medidas que ajudassem na redução.

Por exemplo, avaliam, possível impor padrões de eficiência energética em edifícios e investir em fontes de energia renováveis, como a energia eólica e solar.

A indústria do carvão e Estados onde essa indústria forte, como o de Kentucky, tem rejeitado veementemente a proposta do NRDC.

John Lyons, secretário assistente para a política climática do Estado de Kentucky, disse que o plano do grupo “iria encerrar a nossa geração a carvão em um certo ponto. ”

 

Fonte: Folha de S. Paulo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s