Um balanço da COP-18, em Doha, no Qatar

Imagem

A pesquisadora do Programa Mudanças Climáticas e Serviços Ambientais do IDESAM, Mariana Pavan, esteve na Conferência e deu um depoimento exclusivo ao Blog do Programa Carbono Neutro. Confira:

“O país com a maior taxa de emissão per capita do mundo (três vezes mais que os EUA) e um dos maiores produtores de petróleo e gás, o Qatar, no Oriente Médio, sediou a décima oitava conferência das Partes, também chamada de COP. Durante duas semanas, o sentimento geral nas reuniões que aconteceram na cidade de Doha era de que as coisas caminhavam em ritmo lento e que o nível de ambição dos países não era compatível com a urgência do problema.

Estudos científicos indicaram que a meta de manter o aumento da temperatura terrestre em até 2°C já não é mais possível, e agora os números giram em torno de um aumento de 4 a 6°C, o que a ciência classifica como “desastroso”. Frente a crises econômicas nos países ricos, vários deles se recusaram a assumir compromissos de ação ou financeiros, postergando ainda mais o avanço e a implementação de ações concretas de mitigação.

Imagem

Vista do lobby da sede da convenção

Dentre os principais resultados obtidos está a continuidade do Protocolo de Quioto, que vai estender seu segundo período de compromisso até 2020, a partir de 1º de janeiro de 2013. Alguns dos países mais emissores, como Japão, Canadá e Nova Zelândia se retiraram deste segundo período e os Estados Unidos, que tem um longo histórico de inação e ausência de compromissos, também ficou de fora.

ImagemPlenária do SBSTA (Subsidiary Body for Scientific and Technical Advice)ImagemServiço Papersmart: inteligência para reduzir o uso do papel 

Financiamento: tema polêmico

Outro destaque foram as negociações do grupo AWG-LCA sobre o tema que provavelmente é o mais polêmico: financiamento. Na COP15, em Copenhagen (2009), os países firmaram um compromisso de aportar recursos financeiros novos e adicionais entre 2010 e 2012, na ordem de US$ 30 bilhões. Sob a justificativa de crises e incertezas em suas economias, os países ricos não conseguiram colocar na mesa compromissos robustos de contribuição financeira.

Boas notícias
O Brasil anunciou resultados históricos de redução do desmatamento na Amazônia: 27% sobre o período anterior, resultado que vai muito além dos alcançados por países em desenvolvimento. Ainda mais se considerarmos que estas metas assumidas pelo Brasil são voluntárias, enquanto países que tem metas obrigatórias não chegaram nem perto desta contribuição. Frente a tal marco, a Noruega anunciou mais um aporte financeiro ao Fundo Amazônia, no valor de US$ 180 milhões, referentes a estes resultados alcançados.

A outra boa notícia é que após os resultados positivos do Estado do Acre na redução de suas emissões, o governo daquele estado oficializou o convênio com o Governo da Alemanha, através do banco KfW e sua iniciativa “REDD+ Early Movers”. O investimento, no valor de 16 milhões de euros, será feito através de ações de produção sustentável e conservação de recursos naturais. Esta é a primeira transação estadual de reduções de emissões do desmatamento ocorrida no Brasil, reafirmando a fundamental importância das iniciativas subnacionais no contexto brasileiro de REDD+.

Frente a estas notícias, as esperanças e forças para continuar na luta contra o desmatamento e para a valorização de nossas florestas em pé ganham um pouco mais de fôlego. No entanto, é preciso que estas iniciativas ganhem escala e que recursos financeiros significativos sejam canalizados para os países e estados que estão empreendendo tais esforços, bem como marcos legais para regulamentar sua aplicação sejam implementados.”

Uma resposta em “Um balanço da COP-18, em Doha, no Qatar

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s